In Marketing Desportivo, Patrocínio desportivo

O poder dos dados nos patrocínios desportivos

Na época da sociedade moderna obcecada por dados,
patrocínios desportivos
evoluíram para uma ferramenta potente que transcende as métricas tradicionais de alcance e envolvimento. Tirar partido de informações valiosas sobre o público para o sucesso estratégico tornou-se a pedra angular de um patrocínio desportivo eficaz, dando às marcas um acesso sem paralelo a dados específicos e aprofundados fornecidos pelas propriedades desportivas.

Para além da seleção superficial: Dados demográficos, hábitos de compra e paixões

Em vez de escolherem um desporto ou uma equipa com base apenas na dimensão ou no alcance da audiência – uma abordagem superficial que muitas vezes ignora variáveis cruciais – as marcas com visão de futuro realçam agora a importância dos dados granulares da audiência. Isto inclui dados demográficos pormenorizados, padrões de compra, hábitos mediáticos e as paixões subjacentes que movem os fãs.

Por exemplo, uma marca de fintech pode gravitar em torno do patrocínio da Fórmula 1, não só por causa da vasta audiência global, mas porque a investigação mostra que os fãs da F1 têm um grande interesse em questões financeiras, tecnologias emergentes e investimento estratégico. Estas informações psicográficas revelam uma ligação mais profunda entre a marca e o público, que vai para além dos meros números.

close-up-empresário-com-tablet-digital

Decifrar a base de fãs: Para além do alcance e do envolvimento

Para serem bem sucedidas, as marcas têm de se empenhar numa exploração mais profunda da sua base de fãs-alvo. A chave fundamental reside na compreensão da afinidade do público em relação aos seus produtos e serviços, para além das simples métricas de alcance e envolvimento. A compilação de dados através de inquéritos, grupos de discussão e outros métodos proporciona uma visão mais rica e de 360 graus da base de consumidores. Isto permite às marcas criar interacções mais relevantes e personalizadas que promovem ligações autênticas.

A essência da narração de histórias autênticas: Ligar-se a audiências interessadas

Embora a vitalidade da narrativa autêntica no marketing permaneça incontestada, ganha uma importância exponencial no patrocínio desportivo, dependendo da profundidade do interesse e do envolvimento da audiência. Uma narrativa de marca eficaz tem de ter uma verdadeira ressonância junto dos adeptos e não apenas bombardeá-los com mensagens. Este nível de autenticidade torna os patrocínios mais impactantes e ajuda a converter impressões em compradores.

O significado das informações sobre o público: Escolher opções adequadas

As percepções do público surgem como o fator de mudança silencioso nos patrocínios desportivos contemporâneos. Estas informações permitem que uma marca se aproxime das propriedades adequadas que correspondem aos seus objectivos. Por exemplo, um estudo de audiência pode revelar que os fãs de ténis respondem bem a mensagens de sustentabilidade. Este conhecimento seria inestimável para uma marca ecológica que selecciona activos de patrocínio.

Além disso, as informações sobre o público fornecem uma medida exacta da recetividade dos fãs a tipos específicos de narrativas da marca. Consequentemente, estes conhecimentos servem de bússola para as marcas que navegam nos complexos mares do patrocínio desportivo.

pexels-tim-gouw-139762

Ativação através de paixões partilhadas

Uma vez seleccionados os recursos adequados com base nos dados da audiência, as marcas devem ativar as parcerias de forma a explorar as paixões partilhadas entre a marca e os fãs. Por exemplo, uma empresa do sector automóvel que patrocine uma equipa de F1 pode proporcionar experiências de simulador de corridas que mergulhem os fãs no mundo dos veículos de alto desempenho.

Medir o sucesso através de métricas de vários níveis

Embora o alcance e o envolvimento continuem a ser indicadores-chave, a medição do sucesso também evoluiu para incluir métricas mais matizadas baseadas na perceção das audiências. Estas podem incluir inquéritos aos fãs sobre a perceção da marca, a intenção de compra e a ressonância emocional da mensagem. A profundidade dos dados tornou-se tão vital como a sua amplitude.

Conclusão: O papel integral das percepções do público

Em suma, as percepções do público tornaram-se indispensáveis no mundo dos patrocínios desportivos, impulsionando as marcas para o sucesso nos seus empreendimentos de marketing. Permitem que as marcas seleccionem as propriedades desportivas mais adequadas, criem narrativas convincentes, activem parcerias estratégicas e cultivem ligações genuínas com a sua base de fãs.

Nesta era em que os dados reinam supremos, já não é suficiente olhar apenas para o tamanho de uma audiência. O verdadeiro sucesso advém do aproveitamento das informações sobre as audiências para gerar um maior envolvimento e impacto comercial. Assim, para qualquer marca que pretenda manter-se à frente da concorrência, lembre-se disto: Trate os conhecimentos do público como a sua luz orientadora e deixe-os iluminar o seu caminho para o sucesso do patrocínio.

Podemos ajudá-lo a assinar o seu melhor acordo de patrocínio?

Riccardo Tafà
Riccardo Tafà
Riccardo nasceu em Giulianova, licenciou-se em Direito na Universidade de Bolonha e decidiu fazer outra coisa. Depois de uma passagem pelo ISFORP (instituto de formação em relações públicas) em Milão, mudou-se para Inglaterra. Começou a sua carreira em Londres na área das relações públicas, primeiro na MSP Communication e depois na Counsel Limited. Depois, seguindo a sua paixão doentia pelo desporto, mudou-se para a SDC de Jean Paul Libert e começou a trabalhar em veículos de duas e quatro rodas, isto em 1991/1992. Seguiu-se uma breve mudança para o Mónaco, onde trabalhou com o proprietário da Pro COM, uma agência de marketing desportivo fundada por Nelson Piquet. Regressou a Itália e começou a trabalhar na primeira pessoa como RTR, primeiro uma empresa de consultoria e depois uma empresa de marketing desportivo. 
Em 2001, a RTR ganhou o prémio ESCA para o melhor projeto de marketing desportivo em Itália no ano 2000. Entre outras coisas, a RTR obteve a pontuação mais elevada entre todas as categorias e representou a Itália no concurso europeu da ESCA. A partir desse momento, o RTR deixou de participar noutros prémios nacionais ou internacionais. Ao longo dos anos, tem alguma satisfação e engole muitos sapos. Mas continua aqui, a escrever de forma desencantada e simples, com o objetivo de dar conselhos práticos (não solicitados) e motivos de reflexão.
Recent Posts

Leave a Comment

2024 Formula E calendar
Uma nova era nos patrocínios desportivos: Impulsionar o sucesso através de conhecimentos aprofundados sobre o público, RTR Sports