In Fórmula E, Fórmula E

Como
Fórmula E
caminha para a sua segunda década de existência, a série de desportos motorizados totalmente eléctricos continua a evoluir e a atrair um interesse crescente de patrocinadores e parceiros. Com a sustentabilidade e a eletrificação na vanguarda das conversas globais, a Fórmula E está numa posição única para oferecer às marcas uma plataforma que se alinha com os valores centrados no futuro.

Ao olharmos para 2025, estão a surgir várias tendências e oportunidades importantes no panorama do patrocínio da Fórmula E.

Aumentar o alcance e a audiência a nível mundial

O apelo global da Fórmula E continua a expandir-se, com a série a chegar a novos mercados e públicos.
A temporada de 2024 apresenta 17 corridas em 11 eventos
incluindo novos locais e uma dupla jornada no Mónaco pela primeira vez. Este calendário alargado oferece aos patrocinadores mais oportunidades de exposição em diversos mercados.

A série também deu passos significativos em termos de parcerias de transmissão, especialmente nos Estados Unidos. Os novos acordos para a época de 2024 permitirão que as corridas sejam transmitidas pela CBS Television Network e pela Paramount+, bem como pela plataforma de transmissão Roku. Esta distribuição alargada vai levar a Fórmula E a mais lares do que nunca, oferecendo aos patrocinadores maior visibilidade e alcance.

À medida que a audiência da Fórmula E cresce, também cresce o potencial dos patrocinadores para se ligarem a um grupo demográfico global, conhecedor de tecnologia e com consciência ambiental. As marcas que se alinham com a Fórmula E podem explorar esta base de fãs em expansão, aproveitando o posicionamento único da série na intersecção do desporto, tecnologia e sustentabilidade.

Foco na inovação tecnológica e na sustentabilidade

O compromisso da Fórmula E com a inovação tecnológica e a sustentabilidade continua a ser um dos principais atractivos para os patrocinadores. À medida que a indústria automóvel continua a sua mudança para a eletrificação, a Fórmula E serve de campo de ensaio para novas tecnologias e de montra para as capacidades dos veículos eléctricos.

Os patrocinadores têm a oportunidade de se associarem a tecnologia de ponta e a práticas sustentáveis. Isto é particularmente atrativo para as empresas dos sectores tecnológico, energético e automóvel, bem como para as que pretendem reforçar as suas credenciais ambientais. À medida que a Fórmula E ultrapassa os limites do desempenho dos veículos eléctricos, os patrocinadores podem posicionar-se como líderes em inovação e sustentabilidade.

O foco da série na sustentabilidade estende-se para além dos próprios carros. Os eventos da Fórmula E são concebidos para serem amigos do ambiente, com iniciativas como a utilização de energias renováveis e a redução de resíduos. Os patrocinadores podem aproveitar estes esforços para demonstrar o seu próprio compromisso com a sustentabilidade e participar em actividades significativas de responsabilidade social empresarial.

Interesse do novo fabricante

Embora a Fórmula E tenha visto alguns construtores afastarem-se nos últimos anos, há sinais de um interesse renovado por parte de potenciais novos participantes. O diretor executivo da Fórmula E, Jeff Dodds, indicou que estão em curso conversações com três potenciais novos construtores. Este interesse sugere que a série continua a ser vista como uma plataforma valiosa para as marcas automóveis mostrarem a sua tecnologia de veículos eléctricos e o seu compromisso com a sustentabilidade.

A potencial entrada de novos fabricantes poderá trazer um novo entusiasmo e investimento à série, criando novas oportunidades de patrocínio. As marcas associadas a estas novas equipas beneficiariam da maior atenção e cobertura mediática que normalmente acompanham os novos participantes no desporto.

Fórmula E

Envolvimento digital e interativo

À medida que a tecnologia continua a avançar, é provável que a Fórmula E explore novas formas de envolver os fãs e criar valor para os patrocinadores através de experiências digitais e interactivas. A série já adoptou inovações como o Modo de Ataque, que adiciona elementos estratégicos às corridas.

Olhando para 2025, podemos esperar novos desenvolvimentos neste domínio. As experiências de realidade virtual e aumentada, os elementos de gamificação e a visualização de dados melhorada podem desempenhar um papel na criação de experiências de fãs mais imersivas e interactivas. Estas inovações apresentam oportunidades para os patrocinadores se envolverem com o público de formas inovadoras, criando experiências de marca memoráveis e promovendo ligações mais profundas com os fãs.

Expansão das categorias de parceria

O posicionamento único da Fórmula E permite uma gama diversificada de categorias de patrocínio. Para além dos parceiros tradicionais do sector automóvel e da tecnologia, a série atraiu patrocinadores de sectores como o financeiro, as companhias aéreas e os bens de consumo. À medida que a série continua a crescer, podemos esperar uma expansão das categorias de parceria.

As indústrias emergentes, como as energias renováveis, os materiais sustentáveis e as tecnologias de cidades inteligentes, podem encontrar um alinhamento natural com os valores e o público da Fórmula E. Além disso, à medida que a série expande o seu alcance, os patrocinadores locais e regionais em novos mercados podem ver valor em alinhar-se com os eventos da Fórmula E.

Ativação de patrocínio orientada por dados

É provável que o futuro do patrocínio da Fórmula E seja cada vez mais orientado para os dados. Com os avanços na análise e na perceção das audiências, os patrocinadores terão mais ferramentas à sua disposição para medir o impacto das suas parcerias e otimizar as suas activações.

Esta tendência para a tomada de decisões baseada em dados pode levar a activações de patrocínio mais direccionadas e personalizadas. As marcas podem aproveitar os dados dos fãs para criar experiências e mensagens personalizadas, aumentando a relevância e a eficácia dos seus patrocínios.

Ênfase em parcerias orientadas por objectivos

Como os consumidores esperam cada vez mais que as marcas demonstrem responsabilidade social, é provável que as parcerias com objectivos específicos se tornem mais proeminentes nos patrocínios da Fórmula E. O enfoque da série na sustentabilidade e na inovação proporciona uma plataforma natural para as marcas mostrarem o seu empenho na mudança positiva.

Os patrocinadores podem procurar criar activações que vão para além da marca tradicional, concentrando-se em iniciativas que criem um impacto social ou ambiental tangível. Isto pode incluir projectos de sustentabilidade, programas de educação STEM ou iniciativas para promover a diversidade e a inclusão no desporto automóvel.

Desafios e considerações

Embora o futuro do patrocínio da Fórmula E pareça promissor, há desafios a considerar. O panorama económico global continua incerto, o que pode ter impacto nos orçamentos de patrocínio. Além disso, à medida que mais propriedades desportivas e de entretenimento adoptam mensagens de sustentabilidade, a Fórmula E terá de continuar a diferenciar-se para manter o seu apelo único aos patrocinadores.

A série terá também de equilibrar os interesses dos construtores, das equipas independentes e dos patrocinadores para garantir uma grelha saudável e competitiva. Como algumas equipas enfrentam dificuldades financeiras, a Fórmula E poderá ter de desenvolver o seu modelo de negócio para atrair e manter equipas e patrocinadores.

Curiosidades, factos e estatísticas

Alcance global: As corridas de Fórmula E são transmitidas em mais de 150 países, com uma audiência acumulada de 411 milhões na temporada de 2022.

Dados demográficos: A série tem um público jovem, com 72% dos fãs com menos de 35 anos, o que a torna uma proposta atractiva para as marcas que visam os millennials e a Geração Z.

Impacto na sustentabilidade: A Fórmula E afirma ter uma pegada de carbono líquida positiva, tendo plantado mais de 350.000 árvores e financiado vários projectos de energia renovável.

Conclusão

À medida que a Fórmula E se aproxima de 2025, o panorama do patrocínio na série está pronto para desenvolvimentos interessantes. A combinação de expansão global, inovação tecnológica e foco na sustentabilidade cria uma proposta de valor única para os patrocinadores.
As marcas que conseguirem alinhar-se com a visão de futuro da Fórmula E beneficiarão da associação a uma plataforma com visão de futuro, ambientalmente consciente e tecnologicamente avançada.

Ao tirar partido das novas tecnologias, adotar estratégias baseadas em dados e concentrar-se em activações significativas, os patrocinadores podem maximizar o valor das suas parcerias na Fórmula E e posicionar-se como líderes na transição para um futuro mais sustentável.

À medida que o mundo dos desportos motorizados continua a evoluir, o patrocínio da Fórmula E oferece um vislumbre do futuro do marketing desportivo – um marketing inovador, sustentável e profundamente ligado às questões prementes do nosso tempo.

Podemos ajudá-lo a assinar o seu melhor acordo de patrocínio?

Riccardo Tafà
Riccardo Tafà
Riccardo nasceu em Giulianova, licenciou-se em Direito na Universidade de Bolonha e decidiu fazer outra coisa. Depois de uma passagem pelo ISFORP (instituto de formação em relações públicas) em Milão, mudou-se para Inglaterra. Começou a sua carreira em Londres na área das relações públicas, primeiro na MSP Communication e depois na Counsel Limited. Depois, seguindo a sua paixão doentia pelo desporto, mudou-se para a SDC de Jean Paul Libert e começou a trabalhar em veículos de duas e quatro rodas, isto em 1991/1992. Seguiu-se uma breve mudança para o Mónaco, onde trabalhou com o proprietário da Pro COM, uma agência de marketing desportivo fundada por Nelson Piquet. Regressou a Itália e começou a trabalhar na primeira pessoa como RTR, primeiro uma empresa de consultoria e depois uma empresa de marketing desportivo. 
Em 2001, a RTR ganhou o prémio ESCA para o melhor projeto de marketing desportivo em Itália no ano 2000. Entre outras coisas, a RTR obteve a pontuação mais elevada entre todas as categorias e representou a Itália no concurso europeu da ESCA. A partir desse momento, o RTR deixou de participar noutros prémios nacionais ou internacionais. Ao longo dos anos, tem alguma satisfação e engole muitos sapos. Mas continua aqui, a escrever de forma desencantada e simples, com o objetivo de dar conselhos práticos (não solicitados) e motivos de reflexão.
Recent Posts

Leave a Comment

O futuro do patrocínio da Fórmula E: Tendências e oportunidades para 2025, RTR Sports
O futuro do patrocínio da Fórmula E: Tendências e oportunidades para 2025, RTR Sports