In Fórmula 1, Fórmula1

Ayrton Senna, o rei da velocidade

A busca de perfeição de Senna tornou-o um dos mais célebres
Fórmula 1
condutores na história, admirados não só pela sua habilidade ao volante, mas também pelo seu carácter e compromisso inabalável com uma causa maior.

Ayrton Senna nasceu a 21 de Março de 1960 em São Paulo, Brasil. Ele é filho do industrialista rico Milton da Silva e da sua esposa Neide Senna da Silva. Ao crescer, Ayrton recebeu uma educação privilegiada: os seus pais eram ricos e podiam proporcionar-lhe a melhor educação.

O karting, o início de tudo

Aos quatro anos de idade, Ayrton recebeu o seu primeiro kart e logo o seu pai construiu-lhe uma pista em casa para praticar e aperfeiçoar as suas capacidades.

Aos 13 anos de idade, Senna começou a participar em competições de karting no seu Brasil natal e rapidamente demonstrou o seu talento para o desporto, ganhando o seu primeiro campeonato apenas um ano mais tarde.

Senna demonstrou grande habilidade com os karts e em 1977 ganhou o Campeonato Sul-Americano de Karte o Campeonato Brasileiro de Kart. Continuou a correr karts durante toda a sua adolescência e até aos vinte anos, ganhando vários campeonatos nacionais e internacionais.

O seu sucesso no karting atraiu a atenção de várias figuras proeminentes no mundo das corridas, incluindo Emerson Fittipaldi, que tomou Senna sob a sua asa e o ajudou a assegurar uma mudança para a Fórmula Ford na Europa.

Os primeiros anos de Sennano karting foram muito formativos para a sua carreira nas corridas. As capacidades que desenvolveu ao competir no mundo altamente competitivo do karting, tais como o controlo preciso do carro, a tomada de decisões tácticas e uma compreensão profunda das linhas de corrida, serviriam-lhe bem ao longo da sua carreira de Fórmula 1.

Além disso, a experiência de Senna no karting incutiu-lhe um profundo apreço pelo desporto e uma determinação feroz para o sucesso, qualidades que o ajudariam a tornar-se um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1.

ayrton senna

Os Primeiros Anos

Depois de se afirmar no karting, Ayrton Senna começou a sua carreira nas corridas de monolugares ao participar no Campeonato Britânico de Fórmula Ford em 1981. Na sua época de estreia, Senna ganhou o campeonato com um total de 12 vitórias e 14 pole positions, demonstrando o seu imenso talento como piloto.

A partir daí, Senna passou à Fórmula 3, onde continuou a dominar a competição. Em 1983, venceu o campeonato britânico de Fórmula 3, demonstrando mais uma vez a sua incrível velocidade e capacidade de condução.

Na ribalta

Os sucessos de Senna na Fórmula Ford e na Fórmula 3 atraíram a atenção de várias equipas de Fórmula 1.

Em Julho de 1983, Senna testou para Williams no circuito de Donington Park, em Inglaterra. Nessa ocasião, Ayrton Senna foi alegadamente mais rápido do que o Campeão Mundial reinante Keke Rosberg durante o seu teste. Dizia-se que os tempos de volta de Senna eram consistentemente mais rápidos que os de Rosberg, o que impressionou a equipa de Williams. Howewer, apesar do seu desempenho impressionante, não foi oferecido a Senna um lugar na corrida com a equipa para a época de 1984.

Mais tarde nesse ano, em Dezembro de 1983, Senna testou para McLaren no circuito Paul Ricard em França. Mais uma vez impressionou com a sua rapidez e capacidade técnica.

No final, foi-lhe oferecido para conduzir o Toleman durante a temporada de 1984.

Embora o tempo de Senna na Fórmula Ford e na Fórmula 3 tenha sido relativamente curto, foi fundamental para o estabelecer como um dos mais promissores jovens talentos do desporto motorizado da época. As suas performances nestas séries provaram que ele tinha a velocidade, habilidade e determinação para ter sucesso ao mais alto nível de corridas.

Além disso, o sucesso de Senna nestas séries de nível inferior permitiu-lhe desenvolver o seu estilo de condução e aperfeiçoar as suas técnicas, o que seria crucial para o ajudar a adaptar-se ao ambiente de alta velocidade e alta pressão da Fórmula 1. Globalmente, o tempo de Senna na Fórmula Ford e na Fórmula 3 lançou as bases para o que se tornaria uma das carreiras mais ricas da história das corridas motorizadas.

A estreia

Em 1984, Senna fez a sua estreia na Fórmula 1 com a equipa Toleman. Provou imediatamente ser uma força a ter em conta, ganhando uma volta mais rápida e três lugares no pódio na sua época de estreia. Em 1984 Senna começou a mostrar o que era capaz de fazer à chuva, ocupando um controverso segundo lugar no Mónaco com o director de corrida Jacky Ickx suspendendo precipitadamente a corrida, de acordo com alguns, enquanto Senna estava a compensar dois segundos por volta ao vencedor Alain Prost.

Em 1985, Senna juntou-se à equipa de Lotus e começou a fazer o seu nome na F1.
Ganhou duas corridas, sendo a primeira o Grande Prémio de Portugal, marcou sete pólos e terminou em quarto lugar no campeonato.

Em 1986, Senna terminou em 4º lugar no Campeonato e conseguiu ser 3º 1n 1987.

A época revolucionária de Senna chegou em 1988, quando se juntou à equipa McLaren, onde se juntou ao seu principal rival e companheiro de equipa, Alain Prost. Os dois pilotos dominaram a época, ganhando quinze das dezasseis corridas disputadas, e no final Senna venceu o campeonato por três pontos sobre Prost.

Nos anos seguintes, Senna e Prost continuaram a sua intensa rivalidade, com confrontos tanto dentro como fora da pista. Em 1989, Senna entrou em confronto famoso com Prost no Grande Prémio do Japão, eliminando ambos os pilotos da corrida e entregando o campeonato a Prost. No ano seguinte, Senna e Prost entraram novamente em confronto na mesma corrida, com Senna a colidir deliberadamente com Prost e a ganhar o campeonato.

Resumindo, de 1998 a 1993 Ayrton Senna vence três vezes o campeonato mundial de Fórmula 1 (1998, 1990, 1991) e termina em segundo lugar duas vezes (1989, 1993)

Apesar das suas tácticas frequentemente controversas na pista, Senna era amplamente respeitado pela sua incrível velocidade, dedicação e paixão pelas corridas. Era conhecido pela sua capacidade de extrair o máximo desempenho do seu carro, especialmente em condições de chuva, e foi considerado um mestre do circuito do Mónaco, onde ganhou seis vezes.

ayrton sennaAs corridas de obras-primas de Senna

O Grande Prémio de Portugal de 1985, realizado no circuito do Estoril, foi a sexta ronda do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 de 1985. Ayrton Senna, então piloto da equipa Lotus-Renault, foi considerado uma das estrelas em ascensão do desporto e estava a mostrar grande promessa na sua segunda temporada de F1.

Durante a qualificação, Senna teve um desempenho extraordinário ao tomar a pole position, vencendo condutores mais experientes como Alain Prost e Niki Lauda. Na corrida, Senna começou bem, mas foi logo ultrapassado pela Ferrari de Michele Alboreto. No entanto, Senna não desistiu e conseguiu passar Alboreto na quinta volta para retomar a liderança.

A partir daí, Senna estava no controlo total da corrida, estabelecendo uma série de voltas rápidas e afastando-se do resto do pelotão. Apesar de um breve susto devido a uma falha do motor, Senna conseguiu conduzir o seu carro até à meta e levar a sua primeira vitória na Fórmula 1.

O desempenho de Senna na corrida foi nada menos do que espectacular. A sua volta de qualificação foi considerada por muitos como uma das maiores jamais vistas na Fórmula 1, e a sua capacidade de dominar a corrida pela frente foi um sinal do que estava para vir. A vitória também marcou o início de uma nova era na Fórmula Um, com Senna a estabelecer-se como um sério candidato ao título e um dos maiores impulsionadores de todos os tempos.

Donington Park 1993

A actuação de Ayrton Senna no Grande Prémio Europeu de 1993, realizado no Donington Park, é frequentemente considerada como um dos maiores espectáculos de condução da história da Fórmula 1.

A corrida decorreu com chuva torrencial e Senna, que tinha começado na quarta posição, rapidamente se dirigiu para a frente do pelotão, passando três pilotos apenas na primeira volta. Continuou a construir uma liderança impressionante ao longo de toda a corrida, tendo lapidado todos, excepto o segundo classificado Damon Hill.

A capacidade de Senna de correr na pista molhada com incrível velocidade e precisão não foi nada menos do que magistral, e as suas capacidades de condução foram postas em exposição enquanto deslizava o seu carro pelas curvas e executava manobras ousadas de ultrapassagem.

Num ponto da corrida, Senna definiu um tempo de volta mais de quatro segundos mais rápido do que qualquer outro no circuito, uma prova da sua habilidade e coragem nas condições traiçoeiras.

No final, Senna ganhou a corrida com um tempo incrível de 1 minuto e 23 segundos, cimentando o seu lugar como um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1 e ganhando-lhe um lugar merecido no panteão das lendas das corridas.

O pesadelo do Imola

Tragicamente, a carreira de Senna chegou a um fim súbito e devastador durante oGrande Prémio de São Marino de 1994 no circuito de Imola, em Itália.

Todo o fim-de-semana de corrida foi pontuado por acidentes graves. Durante a prática, Roland Ratzenberger morreu no seu Simtek e Rubens Barrichello, depois um jovem que conduzia um Jordan, teve um acidente muito grave do qual saiu milagrosamente vivo.

No início, a Benetton de JJ Lehto fica presa no meio da pista e Pedro Lamy atinge-a, um pneu voa para a bancada e há inúmeros feridos… carros de segurança na pista e carros de F1 a balançar para manter os pneus quentes até ao reinício. O resto é história.

Durante a corrida, o carro de Senna bateu a alta velocidade contra uma parede de betão, sofrendo lesões fatais na cabeça. O acidente chocou o mundo das corridas motorizadas e levou a mudanças significativas nos regulamentos de segurança da Fórmula 1.

O Legado de Senna

Apesar da sua morte prematura, o legado de Senna continua a ser o de um dos maiores impulsionadores da história. O seu incrível talento, determinação feroz e paixão pelas corridas inspirou gerações de pilotos e a sua memória ainda é acarinhada por fãs em todo o mundo.

O trabalho caritativo de Senna e a devoção à sua fé também deixaram um impacto duradouro; ele fundou o Instituto Ayrton Senna, uma fundação sem fins lucrativos dedicada a fornecer recursos educativos às crianças brasileiras, o que ajudou a elevar o nível de vida e as oportunidades educacionais no seu país. O seu trabalho incansável com a fundação é um testemunho duradouro do homem, do seu legado e do trabalho que ele e a sua equipa têm feito para ajudar o povo brasileiro.

Em conclusão, o impacto de Ayrton Senna na Fórmula 1 e no mundo dos desportos motorizados é imensurável. Era um talento verdadeiramente único e dotado, que se empurrou a si próprio e ao seu carro para o limite absoluto na busca da vitória. O seu legado como condutor, figura humanitária e espiritual continuará a inspirar e a influenciar as pessoas durante gerações vindouras, assegurando que a sua lenda continue viva para os fãs de F1. Para mim, Senna foi o piloto de corridas mais talentoso que alguma vez vi numa pista de corridas.

 

Podemos ajudá-lo a assinar o seu melhor acordo de patrocínio?

Riccardo Tafà
Riccardo Tafà
Riccardo nasceu em Giulianova, licenciou-se em Direito na Universidade de Bolonha e decidiu fazer outra coisa. Depois de uma passagem pelo ISFORP (instituto de formação em relações públicas) em Milão, mudou-se para Inglaterra. Começou a sua carreira em Londres na área das relações públicas, primeiro na MSP Communication e depois na Counsel Limited. Depois, seguindo a sua paixão doentia pelo desporto, mudou-se para a SDC de Jean Paul Libert e começou a trabalhar em veículos de duas e quatro rodas, isto em 1991/1992. Seguiu-se uma breve mudança para o Mónaco, onde trabalhou com o proprietário da Pro COM, uma agência de marketing desportivo fundada por Nelson Piquet. Regressou a Itália e começou a trabalhar na primeira pessoa como RTR, primeiro uma empresa de consultoria e depois uma empresa de marketing desportivo. 
Em 2001, a RTR ganhou o prémio ESCA para o melhor projeto de marketing desportivo em Itália no ano 2000. Entre outras coisas, a RTR obteve a pontuação mais elevada entre todas as categorias e representou a Itália no concurso europeu da ESCA. A partir desse momento, o RTR deixou de participar noutros prémios nacionais ou internacionais. Ao longo dos anos, tem alguma satisfação e engole muitos sapos. Mas continua aqui, a escrever de forma desencantada e simples, com o objetivo de dar conselhos práticos (não solicitados) e motivos de reflexão.
Recent Posts

Leave a Comment

Os melhores pilotos da Fórmula 1: Ayrton Senna, RTR Sports
Ronnie Peterson